Quinta-feira, 27 de Agosto de 2020
Tempo: Comum

Memoria: Santa Monica
Cor liturgica: Branco

Evangelho do dia: São Mateus 23,13-22

Primeira leitura: Tessalonicenses 1, 1-5.11-12
Início da segunda carta de São Paulo aos Tessalonicenses:

1Paulo, Silvano e Timóteo à Igreja dos tessalonicenses reunida em Deus nosso Pai e no Senhor Jesus Cristo: 2a vós, graça e paz da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo. 3Devemos agradecer sempre por vós, irmãos, com toda justiça, porque progredis sempre mais na fé e porque aumenta a caridade que tendes uns para com os outros. 4Assim, nos gloriamos nas Igrejas de Deus por causa da vossa perseverança e da vossa fé em todas as perseguições e sofrimentos que suportais. 5Estes constituem um sinal do justo juízo de Deus, pois servem para serdes julgados dignos do reino de Deus, pelo qual também estais sofrendo. 11Que o nosso Deus vos faça dignos da sua vocação. Que ele, por seu poder, realize todo o bem que desejais e torne ativa a vossa fé. 12Assim o nome de nosso Senhor Jesus Cristo será glorificado em vós, e vós nele, em virtude da graça do nosso Deus e do Senhor Jesus Cristo.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus

Salmo 95 (96)

- Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! Cantai e bendizei seu santo nome!

R: Anunciai as maravilhas do Senhor entre todas as nações!

- Dia após dia anunciai sua salvação, manifestai a sua glória entre as nações e, entre os povos do universo, seus prodígios!

R: Anunciai as maravilhas do Senhor entre todas as nações!

- Pois Deus é grande e muito digno de louvor, é mais terrível e maior que os outros deuses; porque um nada são os deuses dos pagãos. Foi o Senhor e nosso Deus quem fez os céus.

R: Anunciai as maravilhas do Senhor entre todas as nações!

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 23, 13-22

- Aleluia, Aleluia, Aleluia.
- Minhas ovelhas escutam minha voz, eu as conheço e elas me seguem (Jo 10,27);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

Naquele tempo, disse Jesus: 13"Ai de vós, mestres da lei e fariseus hipócritas! Vós fechais o reino dos céus aos homens. Vós, porém, não entrais nem deixais entrar aqueles que o desejam.[14] 15Ai de vós, mestres da lei e fariseus hipócritas! Vós percorreis o mar e a terra para converter alguém e, quando o conseguis, o tornais merecedor do inferno duas vezes pior do que vós. 16Ai de vós, guias cegos! Vós dizeis: 'Se alguém jura pelo templo, não vale; mas, se alguém jura pelo ouro do templo, então vale!' 17Insensatos e cegos! O que vale mais, o ouro ou o templo, que santifica o ouro? 18Vós dizeis também: 'Se alguém jura pelo altar, não vale; mas, se alguém jura pela oferta que está sobre o altar, então vale!' 19Cegos! O que vale mais, a oferta ou o altar, que santifica a oferta? 20Com efeito, quem jura pelo altar jura por ele e por tudo o que está sobre ele. 21E quem jura pelo templo jura por ele e por Deus que habita no templo. 22E quem jura pelo céu jura pelo trono de Deus e por aquele que nele está sentado".

- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor

Comentário ao Evangelho por São Pio de Pietrelcina, capuchinho
Carta 3, 698

Cristo chama-nos à conversão

Diante das tentações, sê forte e combate com a ajuda do Senhor. Se caíres no pecado, não permaneças nele, desanimada e abatida. Humilha-te, mas sem perder a coragem; abaixa-te, mas sem te degradares; verte lágrimas sinceras de contrição para lavares as tuas imperfeições e as tuas faltas, mas sem perderes a confiança na misericórdia de Deus, que será sempre maior que a tua ingratidão. Faz o propósito de te corrigires, mas sem presumires de ti própria, pois só em Deus deves colocar a tua força. Enfim, reconhece sinceramente que, se Deus não fosse a tua couraça e o teu escudo, a tua imprudência te teria levado a cometer toda a espécie de pecados.

Não te espantes com as tuas fraquezas. Aceita-te tal como és; cora com as tuas infidelidades para com Deus, mas confia n'Ele e abandona-te tranquilamente a
Ele, como uma criança nos braços da mãe.