Quarta-feira, 30 de Setembro de 2020
Tempo: Comum

Memoria: Sao Jeronimo
Cor liturgica: Branco

Evangelho do dia: São Lucas 9, 43-45

Primeira leitura: Zacarias 2, 5-9.14-15
Leitura da Profecia de Zacarias:

5Levantei os olhos e eis que vi um homem com um cordel de medir na mão. 6Perguntei-lhe: 'Aonde vais?` Respondeu-me: 'Vou medir Jerusalém, para ver qual é a sua largura e o seu comprimento.` 7Eis que apareceu o anjo que falava em mim, enquanto lhe vinha ao encontro um outro anjo, 8que lhe disse: 'Corre a falar com esse moço, dizendo: A população de Jerusalém precisa ficar sem muralha, em vista da multidão de homens e animais que vivem no seu interior. 9Eu serei para ela, diz o Senhor, muralha de fogo ao seu redor, e mostrarei minha glória no meio dela. 14Rejubila, alegra-te, cidade de Sião, eis que venho para habitar no meio de ti, diz o Senhor. 15aMuitas nações se aproximarão do Senhor, naquele dia, e serão o seu povo. Habitarei no meio de ti.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus

Salmo (Jr 31)

- Ouvi, nações, a palavra do Senhor e anunciai-a nas ilhas mais distantes: 'Quem dispersou Israel, vai congregá-lo, e o guardará qual pastor a seu rebanho!'

R: O Senhor nos guardará qual pastor a seu rebanho.

- Pois, na verdade, o Senhor remiu Jacó e o libertou do poder do prepotente. Voltarão para o monte de Sião, entre brados e cantos de alegria afluirão para as bênçãos do Senhor:

R: O Senhor nos guardará qual pastor a seu rebanho.

- Então a virgem dançará alegremente, também o jovem e o velho exultarão; mudarei em alegria o seu luto, serei consolo e conforto após a guerra.

R: O Senhor nos guardará qual pastor a seu rebanho.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 9, 43-45

- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Jesus Cristo salvador destruiu o mal e a morte; fez brilhar, pelo evangelho, a luz e a vida imperecíveis (2Tm 1,10);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:

Naquele tempo: 43bTodos estavam admirados com todas as coisas que Jesus fazia. Então Jesus disse a seus discípulos: 44'Prestai bem atenção às palavras que vou dizer: O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens.' 45Mas os discípulos não compreendiam o que Jesus dizia. O sentido lhes ficava escondido, de modo que não podiam entender; e eles tinham medo de fazer perguntas sobre o assunto.

- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor

Comentário do dia por São Basílio (c. 330-379)
Monge, Bispo de Cesareia da Capadócia, Doutor da Igreja
Homilia sobre a humildade, 5-6

«O Filho do homem vai ser entregue às mãos dos homens»

«Quem se humilha será exaltado e quem se exalta será humilhado» (Mt 23,12). [...] Imitemos o Senhor, que desceu do Céu até à humilhação mais profunda e que, em recompensa, foi exaltado até às alturas que Lhe convinham. Descubramos tudo o que o Senhor nos ensina para nos conduzir à humildade.

Ainda menino, ei-lo já numa gruta, e não está deitado num berço mas numa mangedoura. Em casa de um operário e de uma mãe sem recursos, submeteu-Se à mãe e a seu esposo. Deixando-Se ensinar, escutando aqueles de quem não tinha precisão, fazia perguntas; mas de tal forma que, pelas suas interrogações, as pessoas se espantavam com a sua sabedoria. Submeteu-Se a João e o Senhor recebeu o batismo das mãos do servo. Nunca resistiu aos que se erguiam contra Ele e não exibiu o seu poder invencível para Se libertar das mãos que O prenderam; mas deixou-Se levar como se fosse impotente e, na medida em que Lhe pareceu bem, entregou-Se nas mãos de um poder efémero. Compareceu diante do sumo-sacerdote na qualidade de acusado; conduzido diante do governador, submeteu-Se ao julgamento deste e, quando podia responder aos caluniadores, suportou em silêncio as calúnias. Coberto de escarros por escravos e vis criados, foi enfim entregue à morte, a uma morte infamante aos olhos dos homens.

Assim se desenrolou a sua vida de homem, desde o nascimento até ao fim. Mas, depois de tal humilhação, fez brilhar a sua glória. [...] Imitemo-lo, para chegarmos, também nós, à glória eterna.