Quarta-feira, 04 de Novembro de 2020
Tempo: Comum

Memoria: Sao Carlos Borromeu
Cor liturgica: Branco

Evangelho do dia: São Lucas 14, 1.7-11

Primeira leitura: Romanos 11, 1-2.11-12.25-29
Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos:

Irmãos: 1Eu pergunto: Será que Deus rejeitou o seu povo? - De modo algum. Pois também eu sou israelita, da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim... 2aDeus não rejeitou o seu povo, que ele desde sempre considerou. 11Eu pergunto: Acaso eles tropeçaram para cair? - Não, de modo algum. De fato, o passo em falso que eles deram serviu para a salvação dos pagãos, e a salvação dos pagãos, por sua vez, deve servir para despertar ciúme neles. 12Ora, se o passo em falso deles foi riqueza para o mundo e o pequeno número de crentes dentre eles foi riqueza para os pagãos, que riqueza não será a adesão de todos eles ao Evangelho! 25Irmãos, para não serdes presunçosos por causa da vossa sabedoria, é importante que conheçais o mistério, a saber: o endurecimento de uma parte de Israel é para durar até que a totalidade dos pagãos tenha entrado na salvação. 26E então todo o Israel será salvo, como está escrito: 'De Sião virá o libertador; ele tirará as impiedades do meio de Jacó. 27Essa será a realização da minha aliança com eles, quando eu tirar os seus pecados'. 28De fato, com relação ao Evangelho, eles são inimigos, para benefício vosso, mas com relação à escolha divina, eles são amados, por causa dos patriarcas. 29Pois os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus

Salmo 93 (94)

- É feliz, ó Senhor, quem formais e educais nos caminhos da Lei, para dar-lhe um alívio na angústia.

R: O Senhor não rejeita o seu povo!

- O Senhor não rejeita o seu povo e não pode esquecer sua herança: voltarão a juízo as sentenças; quem é reto andará na justiça.

R: O Senhor não rejeita o seu povo!

- Se o Senhor não me desse uma ajuda, no silêncio da morte estaria! Quando eu penso: 'Estou quase caindo!' Vosso amor me sustenta, Senhor!

R: O Senhor não rejeita o seu povo!

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 14, 1.7-11

- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Tomai meu jugo sobre vós e aprendei de mim, que sou de coração humilde e manso! (Mt 11,29);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:

1Aconteceu que, num dia de sábado, Jesus foi comer na casa de um dos chefes dos fariseus. E eles o observavam. 7Jesus notou como os convidados escolhiam os primeiros lugares. Então contou-lhes uma parábola: 8'Quando tu fores convidado para uma festa de casamento, não ocupes o primeiro lugar. Pode ser que tenha sido convidado alguém mais importante do que tu, 9e o dono da casa, que convidou os dois, venha te dizer: 'Dá o lugar a ele'. Então tu ficarás envergonhado e irás ocupar o último lugar. 10Mas, quando tu fores convidado, vai sentar-te no último lugar. Assim, quando chegar quem te convidou, te dirá: 'Amigo, vem mais para cima'. E isto vai ser uma honra para ti diante de todos os convidados. 11Porque quem se eleva, será humilhado e quem se humilha, será elevado.'

- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor

Comentário do dia por São Bruno de Segni, Bispo
Comentário ao Evangelho de São Lucas

«Quem se humilha será exaltado»

«Tu me preparas abundante mesa em frente de meus inimigos» (Sl 22,5). [...] Que mais podemos nós desejar? Porque havemos de escolher os primeiros lugares? Seja qual for o lugar que ocupemos, teremos tudo em abundância e nada nos faltará. Mas tu que procuras ter o primeiro lugar, quem quer que sejas, vai-te sentar no último lugar. Não permitas que o teu saber te encha de orgulho; não te deixes exaltar pela fama. Quanto mais importante fores, mais necessário é humilhares-te em todas as coisas, e «encontrarás graça junto de Deus» (Lc 1,30), de tal modo que, no momento favorável, Ele te dirá: «'"Amigo, sobe mais para cima"; ficarás então honrado aos olhos dos outros convidados».

Certamente, tanto quanto dependia dele, Moisés ocupava o último lugar. Quando o Senhor o quis enviar aos filhos de Israel e o convidou a ter acesso a um estado mais elevado, ele respondeu-Lhe: «Ah, Senhor! Eu não sou homem que facilmente use de palavra» (Ex 4,10), «dai essa missão a outro» (Ex 4,13). É como se tivesse dito: «Não sou digno de tão alto cargo». Saul também se considerava um homem de condição humilde, quando o Senhor fez dele um rei. E igualmente Jeremias, receando subir ao primeiro lugar, dizia: «Ó Senhor meu Deus, vede: não sei falar, não passo de uma criança». É pois em humildade, e não por orgulho, em virtudes e não pelo dinheiro, que devemos procurar ocupar o primeiro lugar.